Brasileiros se aposentam mais cedo

Publicação: 05/12/2016 às 18:51
Imprimir
Tamanho do texto Diminuir Fonte Aumentar Fonte

O modelo previdenciário brasileiro em vigor permite que o contribuinte se aposente de duas formas. Ele pode atingir a idade mínima necessária – 65 anos para homens e 60 para mulheres – ou então contribuir por 35 e 30 anos, respectivamente, para passar a receber o benefício.

Este modelo acaba produzindo uma distorção. Enquanto a idade média de aposentadoria no Brasil é de 59,4 anos, segundo dados oficiais, quem consegue o benefício pelo tempo de contribuição se aposenta com 54,7 anos, em média.

Um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) publicado em outubro mostra que quase 20% dos aposentados do País não eram idosos. Ou seja, tinham menos de 60 anos.

Pelos dados extraídos da PNAD/IBGE de 2014 para o estudo de pesquisadores do IPEA, do total de 22,8 milhões de aposentados brasileiros, cerca de 6,2 milhões continuavam trabalhando formalmente - 27% do total. Se levarmos em conta apenas aqueles com menos de 60 anos, aproximadamente 35% deles continuam no mercado de trabalho.

O estudo do IPEA mostra também que os trabalhadores mais ricos tendem a se aposentar mais cedo do que os das classes mais baixas. “Estes trabalhadores tendem a enfrentar maior dificuldade para obter tal requisito, pois sofrem mais com a informalidade e possuem menor densidade contributiva”, dizem os pesquisadores do Instituto.

Fontes:Ministério da Previdência Social, IBGE e IPEA


Tags: Reforma da Previdência; Idade média de aposentadoria; Idade mínima